Beleza que vem da natureza

mat_beleza

Cosméticos veganos, orgânicos e naturais, e que você pode fazer em sua casa. 

    Os biocosméticos beneficiam a saúde e a natureza e estão cada vez mais conquistando espaço no mercado. Com produtos livres de química e ecologicamente corretos, a cosmética natural cuida da saúde e da beleza sem agredir o corpo e o meio ambiente de quem busca hábitos saudáveis e uma forma de vida mais conectada com a natureza.

   Conversamos com a empresária Ana Paula Dala Costa, professora de workshops de produtos naturais e proprietária da marca curitibana de biocosméticos Prema, para distinguir em que o biocosmético difere do cosmético industrializado. Produtos biocosméticos utilizam apenas matéria-prima natural, viva e pura, como os óleos vegetais prensados a frio e os óleos essenciais extraídos de uma única planta. Não contêm produtos químicos e tampouco fazem uso de sintéticos.

    Estes produtos podem ser classificados como veganos, orgânicos e naturais. Os veganos são produtos que não possuem nenhuma origem animal e isso inclui cera de abelhas, própolis e lanolina. Os produtos orgânicos são livres de agrotóxicos e os naturais são todos aqueles que contêm ingredientes vindos exclusivamente da natureza. Um produto natural pode ser orgânico e vegano, ou apenas natural orgânico. “A cera de abelha, por exemplo, se configura como um produto natural, mas não é vegano”, explica Ana Paula.

    A empresária comenta que a diferença de componentes entre cosméticos naturais e industrializados é absurda. A cosmética industrial é repleta de ingredientes com potencial alergênico e desreguladores endócrinos. Mesmo os produtos que contêm substâncias naturais são processados em laboratórios e utilizam essências e aromas que não possuem propriedades terapêuticas. Em contrapartida, produtos naturais são ricos nessas propriedades e em princípios ativos. Possuem uma afinidade molecular muito grande com a pele, o que é facilmente reconhecido pelo nosso organismo.

    Produtos convencionais industrializados podem ficar por longos períodos expostos nas prateleiras, pois são ricos em estabilizantes, conservantes e acidulantes, diferente dos biocosméticos que, por se tratarem de matéria-prima natural, têm a validade bem mais curta, de até doze meses. As vantagens de usar produtos orgânicos são infinitas, declara Ana Paula, que na gestação de sua primeira filha começou a fabricar as pomadas para assaduras e sabonetes naturais, pois havia uma necessidade urgente de colocar em prática tudo aquilo que já acreditava sobre ter autonomia em relação à própria saúde e a importância de utilizar produtos naturais como forma de equilibrar o organismo.

    A vantagem principal é que os produtos naturais são menos agressivos à pele e com certeza não têm substâncias cancerígenas. Além do mais, uma das características dos biocosméticos é a versatilidade do uso da matéria-prima – um óleo essencial tem diversas propriedades e trata diferentes questões da saúde e bem-estar. A lavanda, por exemplo, é um óleo que pode ser usado para cicatrização, picada de insetos, assaduras, queimaduras, ansiedade, taquicardia, insônia, entre outras finalidades.

    A cosmética convencional utiliza diversos ingredientes e muitos são derivados do petróleo e parabeno, produtos comprovadamente cancerígenos e extremamente nocivos à pele. A empresária acredita que o óleo mineral seja o grande vilão, pois ele é um resíduo de indústria com grande potencial de ser circulador endócrino e alergênico, podendo causar uma série de problemas e dermatites. Além do mais, ele bloqueia a absorção da pele, “ao toque ele parece muito suave, mas de fato não hidrata nada”, declara Ana Paula. O óleo é amplamente utilizado em quase todos os produtos do mercado cosmético industrial, encontrado em shampoos, condicionadores e cremes. “É muito importante a gente saber questionar e entender o que consumimos. Afinal de contas, a pele é o maior órgão do corpo humano em termos de extensão e é através dela que filtramos tudo o que entra em nosso corpo”, completa.

Por: Juliana Costa

RECEITA NATURAL PARA CREME DESODORANTE

Ingredientes:

20g de óleo de coco
3g de bicarbonato de sódio
7g de amido de milho
10 gotas de óleo essencial “Tea Tree”
10 gotas de óleo essencial de lavanda francesa

Rendimento:

30 gramas

Modo de preparo:

Após derreter o óleo de coco em banho maria, imediatamente acrescente os ingredientes secos, mexendo bem. Em seguida, acrescente os óleos essenciais e mexa bem até que se transforme
em uma mistura homogênea e já está pronto para o envase.

Vale a pena ressaltar a importância do teste na pele antes de usar o produto, porque algumas pessoas podem ter alergia ao bicarbonato.

Antes de usar, passe um pouco de bicarbonato com água no
antebraço para verificar se existe reação alérgica.